Venda de carros deve crescer 12% em 2018

Venda de carros deve crescer 12% em 2018

Segundo previsão da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) divulgada pela Folha de São Paulo, a venda de veículos comerciais leves deve crescer 11,9% em 2018. Para veículos pesados deve haver alta de 8,6% em relação a 2017. Ao todo, a Fenabrave espera que 2,5 milhões de unidades de veículos leves e pesados sejam emplacadas em 2018.

A Fenabrave afirma que o período eleitoral e a Copa da Rússia não deverão afetar o ritmo de vendas, mesmo com a perda de dias úteis ou o interesse por outros bens de consumo durante o período da Copa, como os televisores. Além disso, há uma previsão de crescimento do PIB 2,5% a 3,5%.
Para Tereza Fernandes, consultora da MB Associados: “Dentro das previsões de mercado Internacional, não vemos nada que possa atrapalha a indústria em 2018, e o índice de confiança do consumidos brasileiro vem subindo.”

O acesso ao crédito ainda é preocupante, mas a Fenabrave vê evolução nas concessões de financiamentos. Alarico Assumpção, presidente da Federação, diz “A qualidade da carteira de crédito está melhorando. A cada 10 fichas submetidas aos bancos, cerca de 4 estão sendo aprovadas.”

Em entrevista para a Abrapark (Assoociação Brasileira de Estacionamentos), Antonio Megale, presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) afirma: “A instabilidade política ainda não se resolveu e é algo que pode persistir por mais algum tempo, mas os negócios se descolaram destas questões nos últimos meses”.

ALTA EM 2017

Em comparação a 2016, a venda de automóveis em 2017 cresceu 9,2%, sendo comercializados 2,24 milhões de unidades, segundo a Fenabrave. Para a Anfavea, a alta foi puxada pelo segmento de veículos leves, que cresceu 10,1% enquanto as vendas de caminhões caíram 0,5% e as de ônibus tiveram sutil evolução de 0,4%.

A safra agrícola impulsionou a renovação da frota no seguimento de caminhões. Segundo o vice-presidente da Fenabrave, Sérgio Zonta, “Veículos extrapesados vendidos em 2011 [ano com recorde de vendas no seguimento] chegaram a cerca de 1 milhão de quilômetros rodados em 2017, o que estimulou a troca”.

Para Antonio Megale, “Em novembro a média diária de licenciamentos alcançou o maior patamar desde 2014, com mais de 10 mil emplacamentos/dia. No começo do ano este número era de pouco mais de 6 mil carros/dia”, conclui o presidente.

Deixe um Comentário